//Reforma na Previdência também é meta da prefeitura de São Paulo

Reforma na Previdência também é meta da prefeitura de São Paulo

Uebel é sevretário de Gestão da Prefeitura de São PauloA questão do déficit previdenciário tem tomado conta da pauta política desde o ano passado no âmbito federal, mas se engana quem acredita que essa preocupação é exclusiva da União. Na capital paulista, os números relacionados à Previdência têm preocupado a atual gestão que propõe, também, uma reforma nas regras municipais. Em entrevista exclusiva à Agência do Rádio Mais, o secretário de Gestão municipal, Paulo Uebel, deu detalhes de como está a situação previdenciária em uma das maiores cidades do país. Segundo dados da secretaria, em 2017, cerca de 9,9% de todo o arrecadamento municipal foi destinado aos gastos previdenciários. Ao todo, segundo Uebel, o déficit é de R$ 4,7 bilhões. O valor, segundo o secretário, é suficiente para dobrar o orçamento de 16 secretarias, 32 prefeituras regionais e o fundo municipal de criança e adolescente. Ele explica qual é a previsão para sanar totalmente o atual déficit e quais condições ainda são necessárias para que a reforma ocorra. “No melhor cenário nós poderemos equacionar o déficit municipal em 20 anos. No pior cenário em quase 60 anos. Isso depende de vários fatores, inclusive da aprovação ou não, da reforma em nível federal”. A aprovação da reforma em nível federal é uma das prioridades do governo Temer. A urgência para aprovar a proposta é tão grande que, nesta semana, o presidente fez várias aparições em diferentes veículos midiáticos. Em quase todos, o mesmo assunto: a necessidade da aprovação da reforma. Em uma das aparições, à rádio Bandeirantes, no início desta semana, Temer comentou o que acredita que faltava para a total aprovação do projeto. “Convencimento. O que eu estava dizendo era justamente sobre a tese do convencimento. Você precisa convencer da importância, da indispensabilidade da reforma da Previdência. Até em benefícios daqueles aposentados, para que não sofram cortes, e para aqueles que ainda vão aposentar-se”, defendeu o presidente. Na segunda à noite, Temer participou do Programa do Ratinho, no SBT, onde falou quase que exclusivamente sobre a necessidade de aprovação da reforma da Previdência. No domingo, fez outra aparição na televisão, durante o programa de Sílvio Santos, também no SBT. O presidente também fez uma aparição no programa do apresentador Amaury Júnior, da rede Bandeirantes de Televisão. #aposentadorias