//Franquias se destacam como um dos ramos de investimento mais seguros para 2020

Franquias se destacam como um dos ramos de investimento mais seguros para 2020

Abrir o próprio negócio têm sido a alternativa de muitos brasileiros que buscam estabilidade financeira em tempos onde a geração de empregos, que apesar de ter crescido — segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) foram mais de 408.500 vagas criadas no primeiro semestre de 2019 —, ainda apresenta instabilidade.

Nesse cenário, uma das opções de empreendimento mais seguras e rentáveis são as franquias — empreendimento no qual o empresário compra o direito de se utilizar de uma marca. Dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostram que no segundo trimestre de 2019, o segmento gerou receita de R$ 43,122 bilhões, o que representa um crescimento de 5,9% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Segundo Thaís Mugani, fundadora da rede de franquias de estética Slimcenter a vantagem desse tipo de negócio é que o gerenciamento de uma marca já estabelecida, diminui as chances de fracasso em relação a começar negócios do zero, além disso se mostrar uma boa opção para aqueles que não possuem tanta familiaridade com o empreendedorismo”. Isso se deve principalmente ao modelo de gerenciamento adotado. Ao adquirir uma franquia, o dono do novo estabelecimento obtém todas as diretrizes necessárias iniciar um negócio com segurança”, aponta.

Outra vantagem é o preço, já que muitas redes de loja possuem um montante de investimento inicial acessível, mas além do preço Thaís Mugani alerta para outros pontos. “É necessário saber no que e porque investir. O local onde você pretende abrir tem carência desse tipo de serviço? Com quais pontos daquele negócio você se identifica? Esses são algumas perguntas que precisam ser esclarecidas antes de embarcar no novo empreendimento”, esclarece.

Como identificar o melhor investimento?

Segundo a empresária é necessário primeiramente analisar quais ramos mais se identifica e a partir disso mensurar o desempenho desse setor nos anos anteriores. “Os dados de performance de franquias são abertos e a partir deles é possível destacar quais as modalidades que mais cresceram e quais os mais mercados atrativos e lucrativos”, orienta Thaís Mugani.

Um exemplo é o Relatório de Desempenho do Franchising elaborado trimestralmente pela ABF, que apontou o crescimento de setores como Casa e Construção (8,6%), Comunicação, Informática e Eletrônicos (7,5%) e Entretenimento e Lazer (12,7%) em 2018. “Fazer uma pesquisa na região para saber áreas de carência, serviços mais procurados e se o empreendimento tem um público também é válido”, recomenda.

Além disso a fundadora da Slimcenter aponta que é necessário estar atento a informações como valor de investimento inicial, prazos de retorno e taxa de franquia. “Não vale investir a qualquer custo, pois os riscos de recorrer a empréstimos, adquirir dívidas e não ver lucro no investimento pode desmotivar o investidor e pior, gerar prejuízos”, alerta.

A relação entre franqueado e franqueador também deve ser levada em consideração, afinal o trabalho deve ser realizado em sintonia. “Procure marcas como as quais se identifique e de pessoas que te inspiram”, recomenda.